Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Como parte das atividades de preparação para as Eleições 2018, zonas eleitorais estão realizando as vistorias dos locais de votação, com o intuito de verificar as condições de cada local que receberá as urnas eletrônicas e os eleitores no dia do pleito. Neste ano, além das condições estruturais e de acessibilidade, algumas zonas também estão fazendo a coleta dos dados de georreferenciamento.

Trata-se de um projeto do Tribunal Superior Eleitoral, em que os servidores, voluntariamente, aderiram por entenderem que trará grandes benefícios para o eleitor e facilitará o trabalho dos cartórios eleitorais no fornecimento de informações a respeito dos locais de votação.

Através de um aplicativo, desenvolvido pelo TSE, os servidores captam as coordenadas geográficas dos locais de votação e enviam para o sistema de informações da Justiça Eleitoral (Sistema ELO). As informações poderão subsidiar aplicativos de geolocalização, navegação, dentre outros, em benefício dos eleitores e do pleito.

Até o momento, já foram cadastrados quase 400 registros de georreferenciamento.

Com informações do TRE/CE