Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Presidente da ZPE Ceará, Mário Lima Júnior e o Diretor Comercial da estatal, Roberto de Castro estão, em Brasília, participando da V Reunião da Subcomissão de Indústria e Tecnologia da Informação da Comissão Sino Brasileira de Concertação e Cooperação Brasil China (COSBAN), no Ministério da Indústria. Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O encontro conta com a participação de empresários, membros da embaixada e autoridades chinesas, além de representantes do governo brasileiro. A COSBAN é o principal mecanismo de cooperação entre Brasil e China, que visa incrementar as relações comerciais e os investimentos entre os dois países.

A ZPE Ceará está sendo apresentada como uma excelente oportunidade para investidores chineses, tendo em vista os benefícios fiscais e a liberdade cambial oferecidos para as empresas instaladas na sua área. Segundo Mário Lima, após a consolidação do setor siderúrgico da ZPE Ceará, que conta com quatro empresas instaladas no Setor I (CSP, Vale Pecém, White Martins do Pecém e Phoenix do Pecém), está sendo trabalhada agora a expansão da estatal, que conta com uma nova área de 2 mil hectares, no Setor II, para abrigar empresas de setores diversificados, como granito, metalmecânico, calçados e petroquímicos.

Segundo Mário Lima Júnior, a primeira fase de expansão da ZPE Ceará deverá estar concluída em abril de 2018, com uma área de 150 hectares dotada de toda infraestrutura para a instalação de novas plantas industriais. “Estamos incluídos numa área industrial de 13 mil hectares, que forma o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). Esse conjunto é composto por um moderno porto, com profundidade de até 18 metros, além de possuir uma excelente infraestrutura com água, energia, mão de obra qualificada e transporte, incluindo ainda rodovia e ferrovia”, destaca.