Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano tem gerado debates entre parlamentares. De acordo com a pesquisa do DataSenado, 75% dos 1.200 brasileiros entrevistados concordam com a mudança na data da aplicação da prova do Enem em períodos de pandemia.

A senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), autora de projeto já aprovado no Senado que determina o adiamento da aplicação de provas em períodos de calamidade, defende que a mudança das datas é uma forma de se fazer justiça com os estudantes mais pobres.

O Ministério da Educação, depois da aprovação do projeto, anunciou que vai adiar a prova “de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais”.

No mês passado, o Inep adiou apenas a versão digital, que seria realizada nos dias 11 e 18 de outubro e passou para os dias 22 e 29 de novembro. A aplicação da prova impressa estava prevista para 1º e 8 de novembro.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai realizar uma enquete em junho para os inscritos do Enem, por meio da Página do Participante, para definir as novas datas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp