Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um agente penitenciário é suspeito de levar uma mochila com quatro celulares, 35 carregadores e 46 fones de ouvido para o presídio Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II, na Grande Fortaleza.

A bolsa foi apreendida no alojamento de agentes do Instituto. O agente suspeito de ser o responsável pelos pertences é funcionário da Cadeia Pública de Jati, mas cumpria regime de horas extras no IPPOO II, em Itaitinga, na Grande Fortaleza.

Segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado, os funcionários do IPPOO II levaram o suposto dono da mochila, assim

como os objetos encontrados, à Delegacia de Assuntos Internos para investigação.

A Sejus informa que encaminhará o assunto para apuração da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará.