Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O Ministério da Economia liberou R$ 38,5 milhões ao Ministério da Defesa para combater os incêndios na Amazônia Legal. O valor havia sido contingenciado do montante voltado para Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). As ações de GLO tinham orçamento aprovado de R$ R$ 47,5 milhões. Desse total, cerca de R$ 7,1 milhões estava sendo utilizado.
Na última sexta-feira (23), foi instalado o Centro de Operações Conjuntas no Ministério da Defesa para execução de ações nas regiões de fronteira, terras indígenas, áreas da União, além de outras áreas da Amazônia Legal. Mais de 43 mil integrantes das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) estão na região e devem atuar coordenados com órgãos de controle ambiental e de segurança pública.
Entre os nove estados que compõem a Amazônia Legal, o Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins formalizaram e tiveram autorizada a solicitação para emprego da Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLOA) para combate aos focos de incêndio na região.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp