Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com a quadra chuvosa, problemas na infraestrutura da cidade de Fortaleza ficam mais evidentes. Além do trânsito mais lento, a grande quantidade de buracos nas ruas da Capital trazem transtornos e causam acidentes. Neste sábado, um buraco de seis metros de diâmetro foi aberto entre as ruas Desembargador Lauro Nogueira e Júlio Azevedo, no Bairro Papicu.

Equipes da Defesa Civil e da construtora foram acionadas para o local.

Cratera no cruzamento Desembargador Lauro Nogueira e Júlio Azevedo, no Bairro Papicu/Foto: G1 Ceará

Ainda na Capital, na rua Professor Edgar de Arruda, no bairro Jóquei Clube, por volta das 7 hrs do sábado, um muro caiu e um telefone público foi arrastado por conta da grande quantidade águas. A água estava chegava ao nível de um metro e meio na parede. Com a passagem dos ônibus, a água ganhou força e derrubou o muro.

Fotos: Reprodução

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a Capital teve o 8º maior acumulado de chuvas do dia, com 74,4 mm (posto Pici). Por conta da chuva, a faixa de areia da praia de Iracema ficou menor. Com a faixa mais reduzida, barracas encontram proteção em sacas de areia, que acabam impedindo o avanço do mar.

Maior Chuva

O município de Itarema, Litoral Oeste do Cearáregistrou a maior chuva de 2019 entre entre às 7h de sexta-feira (22) e 7h deste sábado (23). Segunda a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a precipitação chegou a 212 milímetros no Posto Pluviômetro de Itarema. A forte chuva deixou ruas e avenidas alagadas. 

Problemas com quadra chuvosa

Na última segunda-feira (18), parte de uma das rodas de um ônibus ficou presa em um buraco na Avenida Bezerra de Menezes e deixou a via engarrafada no sentido Antônio Bezerra/Centro.

Por volta das 18 hrs dessa quarta-feira (20), outro acidente: um casal que trafegava na Avenida Carapinima, em frente ao shopping Benfica, acabou caindo em um buraco no meio da via. Ninguém se feriu.

A situação preocupa a Prefeitura. Já em 2019, o prefeito Roberto Cláudio anunciou um conjunto de ações intersetoriais destinadas à minimização dos impactos da quadra chuvosa. A iniciativa inclui serviços de recuperação, drenagem e pavimentação de vias.

A previsão é que a partir do segundo semestre, R$ 550 milhões sejam aplicados no projeto.

Em 2018, o prefeito já havia anunciado um investimento de 40 milhões para recuperação do asfalto de ruas e avenidas municipais, envolvendo a operação tapa buracos, pequenas ações de drenagem e pavimentação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp