Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os candidatos precisam ficar atentos na hora de pedir votos. A campanha eleitoral nas ruas, que começou no último dia 16 de agosto, é a primeira a contar com uma legislação específica para a propaganda eleitoral. No pleito deste ano, os eleitores, assim como nas última eleição, podem denunciar supostas irregularidades de candidatos por meio do aplicativo Pardal – disponível para download em aparelhos celulares com sistemas operacionais Android e IOS -, criado para acolher denúncias da população no que se refere ao pleito eleitoral. O assunto ganhou destaque no Bate Papo Político da edição desta quarta-feira, 29, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior).

Em entrevista aos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, a coordenadora da Propaganda Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Daniela Lima, destacou que os eleitores ainda podem reforçar suas denúncias, por meio do aplicativo, inserindo imagens, vídeos e áudios da propaganda contestada.

Além do Pardal, os cearenses passam a contar com uma plataforma disponibilizada no site do TRE-CE para fazer as denúncias, segundo Daniela Lima. A coordenadora da Propaganda Eleitoral destaca que, após passar por uma central de fiscalização, as denúncias serão repassadas aos juízes do tribunal, que irão decidir se a propaganda é irregular e se deve ser retirada de circulação ou não.

Caso o eleitor queira denunciar alguma irregularidade em propagandas de candidatos nas redes sociais, a juíza destaca que é importante que esse eleitor coloque o URL da postagem junto da denúncia e não o link da rede social.

O jornalista Beto Almeida destacou que, mesmo com o início da segunda semana de campanha eleitoral nas ruas, as cidades cearenses continuam “silenciosas”. Para ele, a situação deve continuar durante todo o pleito, já que os carros de som não são mais permitidos de circularem pelas cidades – salvo em carreatas com mais de três veículos. Para o jornalista, os candidatos não querem comprar uma briga com a Justiça Eleitoral.

Beto ainda lembra que as cidades estão menos sujas e menos poluídas visualmente, já que, a partir da campanha deste ano, ficou proibido o uso de grandes cartazes em muros pelas cidades, incluindo em equipamentos públicos. Os santinhos também estão proibidos no dia das eleições para evitar a sujeira.

Confira no player abaixo a entrevista completa com a coordenadora da propaganda eleitoral do TRE-CE, Daniela Lima:

DANIELA LIMA – COORDENADORA DA PROPAGANDA ELEITORAL DO TRE-CE

Balanço do TRE-CE

Luzenor e Beto ainda conversaram sobre o novo balanço de registro de candidaturas do TRE-CE. Até essa terça-feira, 28, 257 registros de candidaturas foram deferidos, 1 foi indeferido, 6 renúncias foram homologadas e 640 registros aguardam julgamento. No total, foram protocolados no TRE, 904 pedidos de registro, sendo 6 para o cargo de governador, 6 para vice-governador, 13 para senador, 262 para deputado federal, 592 para deputado estadual, 13 para 1º suplente de senador e 12 para 2º suplente de senador. Em todo o Brasil, foram protocolados 28.254 pedidos.

Dos registros deferidos no Ceará, 2 foram para o cargo de governador, Camilo Santana (PT) nessa terça-feira, 28, e Hélio Góis (PSL), na segunda, 27; 2 para vice-governador Izolda Cela (PDT) e Ninon Tachmann (PSL), 64 para deputado federal, 183 para deputado estadual e os candidatos a senador, Eunício Oliveira (MDB) e Cid Gomes (PDT), acompanhados de seus suplentes. O único indeferimento é do pedido de registro do candidato José Alberto Pinto Bardawil (Podemos), que apresentou pedido de registro para pleitear uma vaga ao Senado.

Abaixo os outros destaques do Bate Papo Político desta quarta-feira:

– TSE nega pedido do PT para Lula

Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou, na noite dessa terça-feira, um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, que queria que emissoras de televisão dessem ao petista o mesmo tratamento concedido aos demais candidatos à Presidência da República. Lula está preso em Curitiba e já foi condenado em segunda instância. A Lei da Ficha Limpa não permite candidaturas nessas situações.

Apesar disso, o PT insiste na candidatura do ex-presidente, que tem sido representado por Fernando Haddad, registrado no TSE como vice de Lula. Apenas o ministro cearense Napoleão Nunes Maia divergiu do entendimento da maioria.

Relator do pedido do petista, o ministro Sérgio Banhos disse ser “flagrantemente inviável” conceder ao petista um tratamento isonômico na programação das emissoras em relação aos demais candidatos já que, “por estar impossibilitado de fazer campanha, não tem agenda a ser divulgada”.

– ‘Efeito Lula’ faz PT e aliados liderarem 7 das 9 disputas de governos estaduais no Nordeste

A popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso desde 7 de abril na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Nordeste continua a trazer frutos para os candidatos do PT e aliados na região. Disputado para compor coligações em vários estados do Nordeste, o PT e aliados lideram a disputa pelos governos estaduais em 7 das 9 unidades de federações nordestinas.

No Ceará, por exemplo, o atual governador Camilo Santana (PT) tenta a reeleição. Reunindo apoios da maioria dos nomes fortes da política local, e com uma aliança de 24 partidos, Camilo lidera com 64% das intenções de voto e vê o general Guilherme Theophilo (PSDB), segundo colocado na última pesquisa Datafolha, com apenas 4% das intenções de votos.

Saiba mais:
+ PT e aliados lideram corrida pelos governos locais em 7 estados do Nordeste

Confira no player abaixo o Bate Papo Político na íntegra!

BATE PAPO 29.08.2018