Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Agência Brasil

Após a disparada do preço do petróleo causado pelo conflito envolvendo Rússia e Ucrânia e o represamento do valor do combustível no Brasil, o posto da bandeira Ipiranga enviou um comunicado a seus revendedores avisando que a empresa irá analisar cada pedido antes de entregar o óleo diesel. O objetivo, revelado pela empresa, é “garantir o suprimento competitivo”.

Segundo o Jornal ‘O Globo', normalmente, as distribuidoras não fazem essa análise antes de liberar as entregas dos combustíveis. Com uma análise sendo feita previamente, a empresa avalia seus estoques e a distribuição do produto, garantindo uma distribuição mais uniforme do óleo diesel.

“Os pedidos do dia para o mesmo dia e a antecipação de pedidos serão submetidos a análise antes da liberação”, diz o comunicado enviado aos clientes da Ipiranga nesta terça-feira.

No comunicado, a empresa — uma das maiores distribuidoras do país — afirma que está priorizando o atendimento dos pedidos na sua rede própria de revendedores.

O principal temor, atualmente observado no mercado é com relação ao óleo diesel, combustível mais importado.

Distribuidoras, inclusive, já começaram a traçar um plano para um cenário de falta de diesel. Nesse caso, as empresas iriam privilegiar o abastecimento a forças de segurança, transporte público e serviços de saúde.

(*) com informações do Jornal ‘O Globo'

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp