Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os acidentes com energia elétrica, incluídos os choques elétricos, incêndios por sobrecarga e descargas atmosféricas (raios), atingiram a marca de 741 ocorrências no primeiro semestre de 2020, segundo dados recentes da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel).

Somente os choques elétricos somaram 434, resultando na perda de 355 vidas. De acordo com a Abracopel, a maioria dos choques elétricos ocorrem em residências, reforçando a necessidade de realizar revisões periódicas nas instalações elétricas. Nas moradias, o total de ocorrências de acidentes por choque elétrico foi de 127, com 112 mortes.

Ciente de que o ambiente doméstico pode oferecer riscos em relação ao uso de energia elétrica, a 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, traz recomendações para a população evitar acidentes.

O tenente-coronel Emerson Bastos, subcomandante da companhia, alerta que o choque elétrico é uma das causas mais comuns de acidentes no mundo, podendo ser fatal, especialmente quando a corrente elétrica é extremamente alta.

”O choque também pode provocar graves consequências para a vítima, como queimaduras, perda de membros e até mesmo parada cardiorrespiratória. Quase sempre a desatenção e o desconhecimento são os principais fatores dos acidentes”, afirma.

Em relação a crianças, uma das principais recomendações para evitar acidentes é utilizar protetores nas tomadas e lembrar que eletricidade e água não combinam.

”É importante sempre manter os aparelhos elétricos afastados da água, não trocar lâmpadas ou executar qualquer tarefa que envolva eletricidade com o corpo molhado e ter atenção para manter os fios da sua instalação e de aparelhos eletrônicos encapados”, orienta o tenente-coronel.

Emerson Bastos orienta ainda que, em caso de problemas na instalação elétrica, o correto é procurar um profissional especializado e, caso ocorra um acidente, o recomendado é desligar a chave elétrica do local. Para socorrer uma vítima de acidente, o oficial bombeiro indica cortar ou desligar a fonte de energia, mas sem tocar na vítima, e afastar a pessoa da fonte elétrica que provocou o choque, com o auxílio de materiais que não conduzam eletricidade e que estejam secos.

”Acione o Corpo de Bombeiros e verifique se a pessoa está acordada e respirando. Caso esteja inconsciente, mas respirando, deite-a de lado e coloque em posição lateral de segurança. Se ela estiver inconsciente e sem respirar, faça uma massagem cardíaca”, conclui.

(*)com informação da AL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp