Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Bate Papo Político traz como destaque na edição desta quarta-feira, 7, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 24 emissoras no Interior), a nova derrota do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no campo jurídico. A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu por unanimidade (5 votos a 0) negar o Habeas Corpus pedido pela defesa de Lula, que garantia a ele o direito de responder em liberdade à condenações em 2ª instância.

A decisão do STJ, contudo, não significa que Lula será preso de imediato, mas deixa o caminho livre para que o Tribunal Regional Eleitoral da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, que condenou o petista a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, determine a ordem de prisão, após o julgamento dos embargos de declaração da defesa, recursos utilizados para esclarecer pontos da sentença.

Assim, o ex-presidente poderá ser preso a qualquer momento, desde que o TRF-4 julgue o último recurso da defesa de evitar a prisão. As lideranças do PT e os advogados de Lula agora apostam em uma mudança de entendimento, no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a execução da pena provisória.

Paralelo a essa notícia, o Bate Papo Político também trouxe a pesquisa do Conselho Nacional dos Transportes, em parceria com a MDA, divulgada nessa terça-feira, 6, mesmo dia em que Lula foi julgado no STJ, que mostrou que o ex-presidente segue liderando as intenções de voto, mesmo com a possibilidade de ser impedido pela Justiça Eleitoral de disputar as eleições presidenciais deste ano.

Na pesquisa estimulada, o petista lidera o cenário com 33,4%, seguido do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) com 16,8% e Marina Silva com 7,8%. O tucano Geraldo Alckmin teria 6,4% no cenário com Lula na disputa, seguido de Ciro Gomes (PDT) com 4,3%. O senador Álvaro Dias (PODE) teria 3,3% e o senador Fernando Collor, 1,2% das intenções de votos.

O presidente Michel Temer está nas últimas colocações, com 0,9%, seguido de Manuela D´Ávila com 0,7% e Rodrigo Maia (DEM-RJ) com 0,6%. O nome do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), não foi incluído na pesquisa. A pesquisa CNT/MDA ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 estados. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais.

A sondagem do CNT/MDA mostrou ainda que, se Lula, condenado em 2ª instância na Operação Lava Jato, não conseguir se candidatar, dificilmente vai conseguir transferir a popularidade para um nome indicado por ele. Segundo o levantamento, caso Lula seja impedido de disputar as eleições, 54,2% não votariam em alguém indicado por ele. Enquanto isso, 26,4% disseram que poderiam votar dependendo do candidato e 16,4%

Devido a relevância desses assuntos, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida debateram sobre os impactos dos números da pesquisa no Ceará. O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), por exemplo, aparece, em pesquisa sem a presença do ex-presidente Lula, com pouco mais de 10% das intenções de votos. O pedetista é considerado um dos herdeiros dos votos do ex-presidente. Ciro, em um cenário sem Lula, capitalizaria cada vez mais apoio no Estado para sua campanha, e se aproximaria, cada vez mais, do governador Camilo Santana (PT).

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deixa o cargo no estado paulista no início de abril para se candidatar à Presidência, deverá ter o apoio da bancada do PSDB no Ceará. A sigla, inclusive, convidou o deputado estadual Capitão Wagner, de saída do PR, para se filiar ao partido e concorrer, assim, como nome da oposição ao Governo do Estado. Wagner é o candidato oposicionista com mais apelo eleitoral para disputar o cargo. Já o presidenciável Jair Bolsonaro – atualmente no PSC e que anunciou filiação ao PSL – vive uma “orfandade” de palanques nas terras cearenses que o dê suporte a sua candidatura.

O Bate Papo Político ainda trouxe uma importante informação que interessa aos pequenos produtores rurais do Ceará: o Governo do Estado vai investir aproximadamente R$ 18 milhões no Garantia Safra deste ano. Como o tema mexe com a vida do cearense que vive no campo, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida conversaram com o secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Dedé Teixeira, que falou ao Jornal Alerta Geral sobre o programa de distribuição de sementes e importância deste para a renda dos pequenos agricultores.

Teixeira ainda falou sobre como a Secretaria tem monitorado a distribuição das sementes, e se elas estão sendo mesmo sendo plantadas pelos agricultores. Segundo a Secretaria, mais de 150 mil agricultores cearenses recebem o benefício, no entanto, o número, de acordo com Teixeira, corresponde a apenas metade da demanda dos agricultores que procuram as sedes da Ematerce para fazer o cadastro no programa. O secretário ainda ponderou que tem trabalhado para que o Garantia Safra chegue a mais pequenos produtores, e que vai levar a discussão a pauta do Fórum em Fortaleza, que vai reunir os secretários de Agricultura Familiar do Nordeste e de Minas Gerais.  

E mais, o Whatsapp deve se tornar uma preocupação para a Justiça Eleitoral. O aplicativo ficou de fora da regulamentação da Campanha Política Digital, apesar de já ser usado para divulgar pré-candidaturas, o que ainda não é permitido, e como veículo de disseminação de fake news – notícias falsas na tradução livre do Inglês.

Por fim, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida falaram sobre a agenda de hoje na Assembleia Legislativa do Estado, que tem a reforma da Previdência dos servidores públicos estaduais tramitando em regime de urgência. A última informação destacou ainda a abertura da janela partidária – que segue de hoje até 7 de abril – para que os deputados estaduais e federais possam mudar de sigla sem perder o mandato.

Gostou do Bate Papo Político de hoje? Então clica no player abaixo e ouça as análises dos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida na íntegra!

BATE PAPO 07.03.2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp