Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira, 31, que o ‘Brasil vive hoje momentos de grandes conflitos constitucionais’. Após a posse do novo ministro da Justiça Torquato Jardim, em meio à pior crise de seu governo, Temer sugeriu. “Vamos deixar o Judiciário trabalhar sossegado.”

O presidente é alvo de investigação da Polícia Federal por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Temer está sob suspeita de corrupção passiva, obstrução da Justiça e organização criminosa. Fachin autorizou a PF a interrogar Temer, por escrito.

“Quem tem autoridade no Brasil é a lei”, disse Temer. Na avaliação do presidente, o Ministério da Justiça ‘ocupou lugar central nas instituições brasileiras’. Sobre o novo ministro, ele disse. “Com seu perfil técnico, Torquato combina serenidade e firmeza.”

Com informações Agencia Brasil