Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Depois de liderar por três anos consecutivos o maior volume de queixas em Fortaleza, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) tem 10 dias corridos para apresentar um planejamento com medidas internas, para solucionar demandas pendentes dos clientes.

O prazo começou a ser contado na última terça-feira (30), quando a empresa foi notificada pelo Departamento de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon). Caso a Cagece não cumpra o prazo, poderá ser penalizada com base no Código de Defesa do Consumidor e poderá pagar multa de R$ 700 a R$ 12 milhões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp