Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com o objetivo de garantir o respeito à lei e reforçar a exclusividade das vagas especiais de estacionamento, a Câmara Municipal de Fortaleza instalou totens em tamanho real de cadeirantes e idosos próximos às vagas, conscientizando visitantes e servidores sobre o uso adequado das vagas especiais.

Próximo às sinalizações, há também frases que levam a reflexão de quem não é idoso ou cadeirante e querem estacionar nas vagas especiais, como “Um minutinho faz muita diferença. Esta vaga é muito importante para quem precisa”, e “Nem por um minutinho, viu? Esta vaga é muito importante para quem precisa”.

“Apesar da sinalização padrão, víamos que havia algum descumprimento de pessoas que paravam rapidamente, nem que fosse para fazer o embarque e desembarque, e isso não pode acontecer de maneira alguma, porque no momento que seu carro está ali o cadeirante ou idoso podem entender que a vaga está ocupada, que pode não ser algo breve”, explicou o Diretor Geral da CMFor, Robson Loureiro.

E esse tipo de conscientização mais lúdica, que incita à reflexão sobre os usos das vagas, recebeu total apoio dos parlamentares da Casa do Povo. O vereador Dr. Porto (PRTB) acredita que leis foram feitas para serem cumpridas, e que esse tipo de ação inibe atitudes erradas. “As vagas especiais foram uma grande conquista tanto para idoso quanto para os cadeirantes, então sou totalmente a favor dessa medida”, afirmou.

O vereador Dr. Eron (PP) também parabenizou a CMFor pela campanha de conscientização que está sendo feita em relação às vagas especiais, e disse que a Câmara Municipal de Fortaleza deve ser sempre um modelo de bom exemplo no respeito às leis. “Muitas vezes chego no shopping e a primeira coisa que vejo é vaga de cadeirante sendo ocupada por quem menos é deficiente na vida. Parabenizo o Presidente vereador Salmito Filho (PDT) pela iniciativa e eu acho que o caminho é esse, temos que dar essa lição de cidadania”, frisou.

Câmara e Acessibilidade

A instalação de totens nas vagas especiais de estacionamento é apenas uma de várias ações que a CMFor está realizando. Segundo Robson Loureiro, há também planos de implementar piso tátil na calçada e entrada da CMFor, a suavização de angulação de algumas rampas e outras ações que garantam maior acessibilidade a todos.

“Nossas reformas começaram no início do ano adaptando portas, estamos num processo de continuidade. Isso faz parte de um conjunto de ações destinadas a acessibilidade, de promover a acessibilidade. Estamos dando um melhor acesso aos departamentos e gabinete de vereadores, colocando dez centímetros a mais do que a lei pede. A ideia é deixar a CMFor acessível para todos”, ressaltou.

Recentemente a Câmara Municipal de Fortaleza firmou convênio com Associação dos Profissionais Intérpretes e Tradutores de Libras do Ceará (APILSE), com o objetivo de tornar a Câmara mais acessíveis aos deficientes auditivos.

O convênio permitirá a realização de um processo seletivo para o preenchimento de quatro vagas na Câmara Municipal de Fortaleza para intérpretes e tradutores de Libras, que atuarão nas sessões plenárias, audiências públicas e solenidades. Os participantes da seleção serão avaliados por uma banca examinadora e avaliados pelo Conselho de Admissão e Classificação Linguística (CACL), da APILSE.

Com Agência CMFor