Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma jovem estudante de 23 anos foi diagnosticada com gripe H1N1, após dar entrada em uma clínica com infecção nos rins. Ela está internada e passa por por fisioterapia respiratória, tendo em vista que a doença afetou os pulmões.

A jovem deu entrada na clínica na última quarta-feira (26), e, após o estado de saúde se agravar, foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Lá foram realizados novos exames, que logo em seguida mostraram a suspeita de H1N1, confirmada na sequência.

O subtipo do vírus influenza A H1N1 pode ser transmitido entre pessoas através do contato com secreções respiratórias, partículas de saliva, tosse ou espirro. A principal forma de prevenção à gripe é a vacina, porém, segundo a Coordenadoria de Imunização de Juazeiro do Norte, não há mais doses no município. Novas unidade foram solicitadas ao Governo do Estado.

Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza intensificou as ações no trabalho de imunizações contra a gripe. A equipe de imunização está presente hoje (1°) na Paróquia Nossa Senhora da Glória (Cidade dos Funcionários), das 8h às 12h, e os postos de saúde Paulo Marcelo (Centro) e Messejana estarão abertos das 8h às 16h30.

Devem se vacinar idosos a partir de 60 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, trabalhadores da Saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp