Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) participa nesta quarta-feira (20), de uma reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Segurança Pública (Consesp), em Brasília. Na ocasião, o secretário André Costa apresenta os investimentos feitos pelo Governo do Ceará na área de tecnologia aplicada à segurança pública. Ontem (19), o titular da pasta e os demais secretários de segurança do país também se reuniram com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e com o secretário da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Guilherme Cals Theophilo.

Esta é a primeira vez, neste ano, que os secretários de Segurança Pública de todos os estados brasileiros se reúnem com representantes da União para tratar sobre a temática. No primeiro dia, foram debatidas pautas como o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), que visa integrar os sistemas dos órgãos de segurança pública de todo o Brasil; também foram apresentadas propostas e boas práticas em tecnologia e inovação em segurança pública e também foi discutida a montagem de um banco de identificação criminal por perfil genético no Brasil. “Essa reunião foi ainda a oportunidade da Senasp de apresentar essa nova formatação e os seus principais projetos para discussão entre os secretários”, destacou André Costa.

Já nesta nesta quarta-feira (20), os secretários continuarão com debates em torno dos temas do primeiro dia, colocando outras demandas em pauta. Pelo Ceará, o secretário da SSPDS antecipou que em sua fala abordará os trabalhos na área de tecnologia. “Alguns secretários são novos e não conhecem ainda os sistemas desenvolvidos no Ceará, e que em breve serão adotados, via Senasp, em todo o país”, disse.

A apresentação terá, como destaque, a funcionalidade do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), ferramenta criada pela SSPDS em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente, dois Estados (Paraíba e Bahia) já integram seus bancos de dados com o Ceará no combate à mobilidade do crime. “A meta é que o Spia até o meio do ano já esteja integrado com todo o país. É uma meta audaciosa, mas o Governo do Ceará ajudará o Governo Federal a cumprir essa meta”, finalizou.

Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC)
Em paralelo, também na Capital federal, o delegado geral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Marcus Rattacaso, participa do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC). Durante reunião, ocorrida ontem, com o secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Pontel, os chefes das Polícias Civis do Brasil apresentaram sugestões para o pacote anticrime, detalhado por Sérgio Moro, no início deste mês de fevereiro.

As medidas consistem em três projetos, com ações pautadas no combate à corrupção, ao crime organizado e aos crimes violentos.

com SSPDS