Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O número de prisões em flagrante efetuadas no Estado do Ceará durante 2019 é o menor dos últimos seis anos. Os dados são da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), tornados públicos por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

De acordo com o órgão, foram efetuadas 25.923 prisões entre janeiro e outubro deste ano, uma redução de 9,5% com relação a igual período do ano passado, quando foram executados 28.665 autos de apreensão junto à Polícia Civil do Ceará (PCCE).

As prisões englobam todas as violações registradas no Estado a partir de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs, como homicídio, latrocínio, feminicídio e lesão corporal seguida de morte), Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), tráfico de drogas, roubo, furto, porte, posse e comércio de arma de fogo, além de outros crimes também computados pela Secretaria da Segurança.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp