windows 10 pro 64 bit product key activator free google chrome windows 10 filehippo adobe acrobat standard dc free free acronis true image home 2010 bootable usb free windows media services 2008 r2 download free zoombrowser ex windows 10 download free fastest download manager for windows free microsoft powerpoint product key 2013 freefree

Ceará já registra 136 mortes por chikungunya até o último dia 11, de acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Fortaleza concentra o maior número de casos, com 105 mortes. O número de casos confirmados da doença chegou a 97.226 no Ceará, dos quais 56.641 em Fortaleza, o que representa 58% do total.

Além de Fortaleza, foram registradas mortes em por chikungunya em Caucaia (5), Itapajé (2), Mararanaú (3), Maranguape (3), Itatira (1), Aracati (3), Senador Pompeu (2), Jaguaretama (1), Morada Nova (1), Marco (1), Viçosa do Ceará (1), Acopiara (3), Piquet Carneiro (1), Beberibe (2) e Pacajus (1).

A doença provoca febre, dores nas articulações e pode causar até um novo tipo de reumatismo. De acordo com especialistas, existem quadros sem dor, dor leve, moderada e grave. Em 50% dos casos, elas se tornam crônicas.

Esse novo tipo de reumatismo é semelhante à artrite, cuja causa é a inflamação nas articulações e a infecção dos nervos, que leva à sensação de dormência. Além disso, ocorre inchaço porque o vírus também invade o sistema linfático.

Os mais acometidos pelos quadros crônicos e dolorosos são mulheres com doença aguda por mais de dez dias ou com mais de três semanas de dores articulares, pessoas que já tenham problemas articulares e diabetes.

Com informações do G1