Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ceará é o estado com melhor situação fiscal do Brasil. O dado, divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) na publicação sobre conjuntura econômica deste mês de abril, também mostra que o Estado é, proporcionalmente, o que mais investe no País.

Para analisar a situação dos 27 estados, o estudo da Firjan considerou o nível de endividamento, o gasto com pessoal – que inclui gasto com previdência -, a disponibilidade de caixa (liquidez) e os investimentos públicos no ano passado. E o Ceará registrou resultados positivos em todos os critérios.

O maior destaque foi para o volume de investimentos feito pelo Estado em 2016, em áreas como educação (foto), saúde, infraestrutura e segurança hídrica, por exemplo. O Ceará investiu o equivalente a 11,1% da receita corrente líquida (RCL), ficando em primeiro lugar no Brasil. “Considerando o conjunto de indicadores gerais, estamos na melhor situação fiscal do Brasil. Além disso, o Ceará é o melhor do País em Investimentos”, afirmou o secretário da Casa Civil, Nelson Martins.

No que se refere ao endividamento, o Estado encerrou 2016 com 43,6% da RCL. “Nossa dívida corresponde a menos de 50% da receita corrente líquida, enquanto a legislação permite até 200%. Portanto, é uma situação confortável, com capacidade grande de endividamento”, esclareceu o chefe de Gabinete do Governador, Élcio Batista.

Em relação ao gasto com pessoal, o Ceará está na quinta melhor situação do Brasil, como explicou Nelson Martins. “Na aplicação de recursos com pagamento de pessoal, em relação à receita corrente líquida, estamos em melhor situação que 22 outros estados, comprometendo 49,3% da receita”.

O Estado também apresentou um bom resultado na disponibilidade de caixa: 14,3% da RCL, ocupando o 18º lugar no ranking das 27 unidades da Federação.

Estados em crise

A publicação da Firjan mostra que os estados com pior situação fiscal são, nessa ordem: Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás, como mostra a tabela abaixo.

Destaque do Ceará em 2015

Em outubro de 2016, a revista Conjuntura Econômica, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas, também destacou a primeira posição do Ceará no volume de investimentos em relação à receita corrente líquida. Com o título “Exemplo nordestino”, a matéria mostrou que, apesar da redução dos investimentos dos estados – dados do Tesouro Nacional apontam uma queda de 38,22% em 2015 em relação ao ano anterior -, o Ceará ficou no terceiro lugar entre os estados com maior investimento absoluto em 2015, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. No entanto, considerando-se os investimentos em relação à receita corrente líquida, o Estado ficou em primeiro lugar no País, com 16% em 2015, seguido pelo Rio de Janeiro, com 13%.

Com informação da A.I