Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais um suspeito de integrar a organização criminosa que gerou prejuízo de R$ 300 milhões aos cofres públicos do Estado do Ceará foi preso, na madrugada dessa quarta-feira, pela Polícia Civil. Carlos André Maia Sousa, 40, foi detido no bairro Mondubim. Outros dois suspeitos, incluindo o líder do esquema, seguem foragidos.

Segundo a Polícia Civil, Carlos André é contador e responsável por ter administrado empresas que hoje devem mais de R$ 55 milhões ao fisco. O suspeito responde a quatro procedimentos policiais por crime contra a ordem tributária e a um por estelionato.

Além de Carlos André, outros 13 suspeitos foram presos na última sexta-feira, durante a primeira fase da ‘Operação Dissimulare’. A Polícia segue à procura do líder da quadrilha, Jovilson Coutinho Ramalho e do contador Francisco José Timbó Farias.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp