Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Reprodução.

O governador Camilo Santana defendeu nesta quarta-feira (20) que o deficit da previdência publica dos estados seja incluído também na proposta apresentada pelo Governo Federal ao congresso nacional a na área da reforma previdenciária.

Segundo o governador, é unanime a necessidade de uma reforma previdência no Brasil, e importante também que os déficits dos estados entrem nessa conta.

Para o jornalista Beto Almeida, o Ceará fez o dever de casa bem antecipado sem precisar de qualquer pressão em torno dessa reforma da previdência do Governo Federal. O Estado equilibrou suas contas previdenciárias no final de 2016 e dispõe de uma contrapartida: o servidor paga a alíquota de 14% e o Governo entra com a contrapartida de 28%.

Contrapartida essa que a gente ainda não sabe como vai ficar no âmbito do Governo Federal, ressalta o Beto Almeida.

Confira a sonora do governador Camilo Santana, que foi ao ar nesta quinta-feira (21) no Jornal Alerta Geral:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp