Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou nesta segunda-feira, 18, em entrevista coletiva, que o governo federal não pretende mais utilizar a vacina ‘CoronaVac' em adultos. Segundo chefe da pasta, o imunizante fabricado no Brasil pelo Instituto Butantã será utilizado apenas em adolescentes e crianças e nos maiores de 18 anos que ainda não tomaram a segunda dose do imunizante.

“Mais de um ano após, não se colecionaram evidências científicas suficientes para a CoronaVac ter registro definitivo. Esse imunizante pode ser usado para o esquema primário na faixa etária compreendida entre cinco e 18 anos. Esse registro emergencial, o Ministério da Saúde pleiteou à Anvisa que mantivesse, mas é uma decisão da agência regulatória. Se a Anvisa autorizar, essa vacina pode ser usada em crianças e adolescentes”.

Apesar da restrição ao uso da Coronavac, Queiroga informou que a pasta já pediu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que mantenha por até 365 dias a autorização de uso emergencial da vacina e de outros insumos utilizados na guerra contra à covid no país.

Atualmente, a autorização de uso emergencial da Coronavac foi concedida especificamente para o público compreendido entre 6 e 17 anos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp