Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Para identificar a Covid-19 de maneira mais rápida, pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), estão desenvolvendo a realização de um novo teste para o coronavírus. O novo teste propõe que se rastreie a presença de fragmentos do material genético do vírus em até 50 minutos. O resultado do teste deverá ser de fácil leitura do resultado, podendo ser realizada a olho nu pelo tubo de ensaio. 

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no Brasil, são utilizados dois testes para identificação da doença. Os testes rápidos (IgM/IgG) apontam a presença de anticorpos no sangue, podendo mapear a população já contaminada, enquanto o RT-PCR (Reverse Transcription – Polymerase Chain Reaction) verifica a presença de material genético do vírus, confirmando se a pessoa se encontra com Covid-19.

A nova pesquisa, baseada em uma tecnologia japonesa, se propõe a realizar o rastreio genético do vírus. O teste pode ser realizado com uma temperatura regular entre 60 a 70 ºC, executado em qualquer ambiente que tenha um pequeno material de laboratório, e a leitura do diagnóstico consegue ser realizada de modo mais simples.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp