Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um voluntário brasileiro que participava dos testes clínicos da vacina desenvolvida pela Universidade Oxford e pelo laboratório AstraZeneca morreu devido a complicações de Covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi formalmente informada nesta semana e, de acordo com a Anvisa, os desenvolvedores da vacina já compartilharam com a agência os dados da investigação realizada pelo Comitê Internacional de Avaliação de Segurança sobre o caso. A Anvisa informou que o caso está sob avaliação.

O comitê responsável pelos testes sugeriu que os estudos com a vacina continuem avançando. Não foi informado nem pelo laboratório nem pela Anvisa se o voluntário recebeu uma dose do imunizante.

Em nota, a Anvisa disse que “com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo. Assim, o processo permanece em avaliação.”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp