Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Moradores do Bairro Canindezinho disseram que uma criança foi baleada durante uma abordagem policial na tarde desse domingo (6). De acordo a população local, dois adolescentes foram abordados por três policiais, um deles “bastante alterado”, quando houve disparos por parte dos policiais. A criança foi baleada na perna, passou por uma cirurgia, e passa bem.

“O policial ainda puxou eles [adolescentes suspeitos] pelo braço, pra ele descer, disse que ia pegar os meninos. Bateram foto dos meninos, ameaçaram, disseram que iam pegar os meninos sem farda. Na hora que eles [policiais] desceram, os meninos falaram um palavrão com ele, ele [policial] puxou a pistola”, afirma uma testemunha, que não quer se identificar.

Os policiais dispararam do lado de fora do residencial, na direção do condomínio, atingido a perna de uma criança de dois anos de idade. A menina passou por uma cirurgia ainda no domingo, e recebeu alta nesta segunda-feira (7). Após o caso, os moradores fizeram um protesto e fecharam a Avenida Osório de Paiva com pneus queimados.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que o policial disparou como forma de advertência, já que as pessoas supostamente reagiram a abordagem. A pasta afirma ainda que os próprios policiais prestaram socorro a criança.

A mãe da menina, que prefere não se identificar, nega a versão da secretaria. “Fugiram [os policiais]. Não apareceu nenhum policial para dar socorro à minha filha, não. Foi nossa vizinhança [que prestou socorro]. A Secretaria de Segurança Pública abriu um inquérito para apurar o caso.

Com informações G1 – CE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp