Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais de 225 mil cearenses receberam capacitação profissional, somente de 2015 a 2018, através de programas de formação mantidos pelo Governo do Ceará. Investir na capacitação dos cearenses é o primeiro passo para garantir competitividade e o desenvolvimento sustentável da economia do Estado. Através de políticas inovadoras de formação profissional, oferecidas pelas secretarias da Educação (Seduc), da Ciência e Tecnologia (Secitece), da Cultura (Secult), Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) e pela Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece), estão sendo abertas mais oportunidades para estudantes e trabalhadores, gerando emprego e renda em todo o Ceará.

A política de capacitação profissional já começa na educação básica. O número de Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs) saltou de 25, em 2008, para 119 unidades de ensino em 2018, espalhadas por 94 municípios. São 52 cursos técnicos que já formaram 50 mil alunos. Através de vínculo com instituições parceiras, são garantidos estágios remunerados aos estudantes. Hoje, 16 mil oportunidades de estágio são asseguradas.

As escolas reúnem, além do espaço físico adequado, moderno, uma grade curricular que oferece opções dentro das vocações regionais do Estado. São cursos como: Enfermagem, Nutrição e Dietética, Eletromecânica, Manutenção Automotiva, Administração, Comércio, Contabilidade, Informática, Redes de Computadores, Design de Interiores , Multimídia, Produção de Áudio, Petróleo e Gás, Agronegócio, Mineração, Guia de Turismo entre outros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp