Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O programa The Voice Kids deste domingo foi reeditado para subtrair as aparições do cantor Victor, da dupla sertaneja Victor & Léo. No início do programa o apresentador André Marques fez o anúncio e disse: “Esta semana aconteceu um fato importante envolvendo um dos técnicos do nosso programa. Uma acusação bastante grave de violência doméstica envolvendo o Victor. A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade. O Victor inclusive nos procurou informando que iria se afastar para se dedicar totalmente a esse caso”.

E continuou “No entanto, você que acompanha o nosso The Voice Kids sabe que estamos em um momento muito especial da disputa das crianças. Como nosso programa de hoje e da semana que vem já estavam gravados, em respeito a essas crianças que se esforçaram tanto para chegar até aqui nas batalhas, decidimos manter o programa como ele foi gravado e o jornalismo da Globo vai acompanhar o desenrolar desse caso para que você saiba tudo o que está acontecendo”.

O atual programa e o próximo já estão gravados com a presença do cantor como jurado e serão mantidos, informou o apresentador André Marques.

 

DENÚNCIA DE AGRESSÃO

 

A mulher de Victor, Poliana Chaves, registrou uma ocorrência contra o marido na última sexta-feira (24). Ela diz ter sido jogada no chão e agredida com chutes. No sábado (25), a mãe do cantor registrou uma queixa contra a nora. O cantor não se pronunciou sobre o caso.

Um dia depois de registrar a ocorrência contra o marido, Victor Chaves Zapalá Pimentel, de 41 anos, Poliana Bagatini Chaves, de 29 anos, fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte. Segundo a polícia, ela foi à delegacia, prestou depoimento e foi encaminhada ao IML.

Segundo a ocorrência, Poliana, que está grávida, afirmou ter sido jogada ao chão por Victor e ter recebido vários chutes dele. A briga, de acordo com as informações da polícia, começou por motivos fúteis. Os dois moram no bairro Luxemburgo, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ela afirmou que teria sido impedida por um segurança e pela irmã do cantor de sair do local após as agressões.

Ainda segundo a polícia, ela só conseguiu deixar o prédio após uma vizinha ouvir a briga e chamar o elevador para Poliana. Depois de ter saído do prédio, ela disse estar sendo ameaçada pela família do marido.

Poliana prestou queixa na Delegacia Seccional Sul e depois foi encaminhada para a Delegacia de Mulheres da capital. Lá, segundo a Polícia Civil, ela desistiu de prestar depoimento e não fez o exame de corpo de delito naquele dia.

Procurada na sexta-feira, a assessoria do cantor disse que ele está em viagem de férias e que não conseguiu contatá-lo. Victor ainda não se manifestou sobre o caso. Poliana também não falou publicamente sobre o ocorrido.