Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Assembleia Legislativa realizou, nesta terça (14), a 11ª reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o destino dos recursos das associações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará.

Durante a reunião, o presidente da CPI, deputado Salmito (PDT), falou sobre as informações recebidas da Associação das Esposas PM/BM-CE – ASSEPEC; da Associação de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros; da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros; e da Associação dos Profissionais da Segurança, informações essas que foram solicitadas pela Comissão e se referem a folha de pagamento, ajuda de custo, contratos publicitários, cessão, doação e aquisição de imóveis, contratos, notas fiscais e recibos de assessoria jurídica, recibos de gráficas, serviços de locação de ônibus, extratos de cartões de crédito, bem como a dilação de prazos para informe de algumas solicitações, dentre outros.

Durante a reunião, três requerimentos foram apresentados. O primeiro, que é de autoria do deputado Elmano Freitas (PT) e foi aprovado, solicita cópia da conciliação bancária das entidades de policiais e bombeiros militares entre os anos de 2017 e 2021.

O segundo, também aprovado e de autoria do deputado Marcos Sobreira (PDT), solicita ao Conselho de Atividades Financeiras (COAF) o Relatório de Inteligência Financeira (RIF) da entidade de Policiais e Bombeiros Militares, bem como de pessoas físicas com provável vínculo à associação.

Já o terceiro, de autoria do deputado Soldado Noélio, que solicita a não interrupção das reuniões públicas da CPI durante o recesso parlamentar, foi rejeitado.

Para o presidente da Comissão, deputado Salmito, os trabalhos da comissão não serão interrompidos, pois não acontecem somente por ocasião das reuniões públicas. Apenas as reuniões públicas não acontecerão durante o recesso.

“É importante que a população saiba que o recesso parlamentar é o recesso das sessões ordinárias, das reuniões públicas, das sessões e comissões em todas as casas legislativas, mas o parlamentar não para de trabalhar. Ao contrário”, disse Salmito.

“Os trabalhos da CPI não irão parar. Isso é a mais pura verdade. Os trabalhos da CPI não são somente esses da reunião pública. Ah se fosse! Há todo um trabalho anterior para preparar requerimentos, documentações, responder ofícios, além também de reuniões internas do Ministério Público e do Judiciário, bem como da comissão técnica e das equipes dos deputados integrantes da Comissão”, acrescentou.

Participaram da reunião os deputados Salmito (PDT), Queiroz Filho (PDT),Augusta Brito (PCdoB), Marcos Sobreira (PDT). Romeu Aldigueri (PDT),Elmano Freitas e Soldado Noélio (Pros) participaram de forma virtual.

(*) Com informações Assessoria de Comunicação Deputado Salmito Filho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp