Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB), que saiu derrotado nas urnas nas eleições desse domingo, 7, na tentativa de se reeleger, divulgou nota, nesta segunda-feira, 8, para agradecer os eleitores que o apoiaram e anunciou que, após encerrado o mandato, irá se recolher à vida pessoal. Eunício perdeu a segunda vaga ao Senado para o empresário Eduardo Girão (PROS).

Eunício, que estava na chapa com o governador Camilo Santana (PT), recebeu 1.313.793 votos, enquanto Girão conquistou a vaga de senador com 1.325.786 votos. O candidato do PROS ganhou o apoio do Capitão Wagner e do senador Tasso Jereissati.

Ao agradecer, por meio de uma nota, os votos que recebeu, Eunício afirmou que “o voto é a forma como o povo se manifesta nas Democracias. Foi a partir das urnas que os brasileiros, e os cearenses em particular, demonstraram os anseios de mudança”. Ao término da nota, o presidente do Senado é lacônico: “recolho-me agora à vida pessoal. Desejo boa sorte e energia para os que foram eleitos”.

Trajetória Política

Empresário da área de valores e segurança privada, Eunício Oliveira foi eleito, em 1998, pela primeira vez, deputado federal, com 111.897 votos. Ele conquistou a vaga ao substituir o sogro Paes de Andrade que, naquela eleição concorreu ao Senado e perdeu a disputa para o então presidente da Assembleia Legislativa, Luiz Pontes, eleito senador pelo PSDB. Em 2002, Eunício concorre à reeleição e renova o mandato com 193.651 votos, sendo reeleito, em 2006, com 240.588 votos. Em 2010, com o apoio do então Governador Cid Gomes, recebe 2.688.833 votos e ganha o mandato de senador. Em 2018, Eunício soma 1.313.793 votos e sai derrotado na disputa pela reeleição.

Nota de Eunício

“O voto é a forma como o povo se manifesta nas Democracias. Foi a partir das urnas que os brasileiros, e os cearenses em particular, demonstraram os anseios de mudança. Recebo com reverência e respeito essa determinação imposta a todos nós pelas regras democráticas, pelas quais tanto lutei. Agradeço, com muita honra e humildade, aos 1.313.793 cearenses que seguiram confiando em mim. Recolho-me agora à vida pessoal. Desejo boa sorte e energia para os que foram eleitos.”