Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, voltou a comentar sobre as falhas no aplicativo e-Título, que apresenta instabilidades desde cedo. O ministro afirmou que, para seu objetivo principal, de identificar o eleitor, a ferramenta tem funcionado muito bem.

Barroso admitiu que o aplicativo da Justiça Eleitoral apresentou instabilidade em dois serviços: o que informa qual a seção eleitoral e o que permite a justificativa no dia da eleição para o eleitor que se encontra fora do domicílio eleitoral.

Nas redes sociais, houve um acumulo reclamações, sobretudo, de eleitores que não conseguiram justificar a ausência às urnas.

À tarde, em entrevista coletiva na sede do Tribunal Superior Eleitoral, Barroso negou ter empurrado a culpa para o eleitor e reconheceu que “o sistema tinha que estar preparado para atender todos agora”.

Segundo ele, a capacidade do sistema ficou comprometida devido às medidas de segurança adicionais que foram tomadas após o ataque que no início do mês derrubou todos os sistemas do Superior Tribunal de Justiça

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp