Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A deputada estadual Mirian Sobreira (PDT) mandou um recado ao Governador Camilo Santana (PT) ao elogiar, no Plenário da Assembleia Legislativa, as articulações do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), para a implantação de cursos de Medicina nas cidades de Quixadá, Itapipoca, Cratéus, Russas e Iguatu. As palavras de entusiasmo de Mirian tiveram como foco a sua terra, a cidade de Iguatu, na Região Centro Sul. Com o elogio, Mirian quis apenas dizer: sou livre, independente e irei para onde encontrar mais espaço político.

‘’ Não votei nele, porém não posso deixar de reconhecer o trabalho do senador Eunício. Ele realmente tem ajudado e, como bom cearense, tem feito o possível para que o maior número de ações venha para o Ceará. Então, agradeço ao senador Eunício’’, destacou Mirian, que, mesmo em lado oposto ao pemedebista, cravou o recado ao Palácio da Abolição: ‘’ Mais traído do que ele foi em Iguatu, impossível. Ele não é vingativo. Se fosse, teria pensado: a faculdade de medicina não vai para Iguatu’’. Mirian deixou aberta a porta para um bom diálogo com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, que, em 2018, poderá concorrer ao Governo do Estado ou à reeleição de senador.

Mirian ainda não engoliu a entrada do seu inimigo político deputado Agenor Neto (PMDB) no bloco de aliados ao Governo do Estado. Camilo o atraiu quando precisou do voto de Agenor para reeleger o presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, José Albuquerque (PDT). Mirian se queixou do tratamento que o Executivo Estadual passara a dar ao seu adversário, enquanto ela e o seu grupo político estiveram sempre ao lado do governo, inclusive, na eleição de 2014, para eleger o atual governador Camilo Santana.

O grupo de Mirian, que tem como líder o ex-prefeito Marcelo Sobreira, conquistou a Prefeitura de Iguatu em 2016. Logo após a adesão de Agenor se integrar à base de apoio ao Palácio da Abolição, Mirian Sobreira mandou recado e fez críticas a administração estadual.

O inconformismo continuou e, durante o pronunciamento na Assembleia Legislativa, Mirian lembrou que, em 2014, não votou em Eunício e o enalteceu por agir sem sentimento de vingança e trabalhar para ajudar Iguatu a ganhar o Curso de Medicina. Em 2014, Eunício teve como palanque em Iguatu o deputado estadual Agenor Neto. Hoje, Agenor é considerado dissidente no PMDB e deixará o partido para concorrer à reeleição ou mesmo lançar um filho à Assembleia Legislativa.