Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cinco senadores tentaram, nos últimos 32 anos, se reeleger no Ceará. Todos foram derrotados. A mais recente derrota é do Presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB), que, no dia 7 deste mês, não conseguiu se reeleger. O resultado das urnas confirma uma simbologia na corrida ao Senado Federal no Ceará: nenhum senador que concorreu à reeleição, desde 1986, conseguiu renovar o mandato. O assunto foi um dos destaques do Bate Papo Político desta sexta-feira, 19, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior).

Apenas dois cearenses tiveram mandatos consecutivos como representantes do Ceará nos 127 anos de existência do Senado da República. Há outro dado curioso: apenas três senadores representaram o Ceará em legislaturas distintas – um deles é o atual senador Tasso Jereissati (PSDB).

Antes de Tasso, outros dois líderes políticos conseguiram essa proeza – Virgílio Távora e Mauro Benevides. Em 40 anos, o Ceará, a exemplo dos outros estados, teve um senador biônico. Outra curiosidade: dois cearenses foram presidentes do Senado Federal.

A leitura sobre a trajetória dos senadores que, nos 32 anos, concorreram e não conseguiram a reeleição, está na coluna do jornalista Luzenor de Oliveira:

Leia a coluna clicando no link abaixo:
+ Em 32 anos, urnas barram senadores que tentaram reeleição no Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp