Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Brasileiras abrem negócios tanto quanto os homens, mas ganham 22% menos e suas empresas fecham mais rápido. Os dados são do relatório do Sebrae sobre empreendedorismo feminino, apresentado, em um evento em São Paulo.

Segundo o estudo, mulheres são cerca da metade dos empreendedores iniciais (com negócios de até 3,5 anos). Elas correspondem a 49% ou 11,9 milhões de empreendedores nesta etapa. Já entre os estabelecidos, cujos negócios estão consolidados, elas representam 43%.

As empreendedoras, apesar de serem mais escolarizadas, ganham 22% menos que os homens, com rendimento mensal médio de R$ 1.831. Para a coordenadora nacional de empreendedorismo feminino do Sebrae, Renata Malheiros, um motivo que ajuda a explicar essa diferença é a maternidade e o papel da mulher na família.

As empreendedoras dedicam em média 30,8 horas por semana ao seu negócio –para homens, esse tempo sobe para 37,5 horas. Ao mesmo tempo, 79% das empregadoras também fazem trabalho doméstico.