Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com o intuito de combater o famigerado “gato” na energia elétrica, isto é, ligações irregulares na rede elétrica, a Enel Distribuição Ceará realizou uma operação na Regional II da capital e residências do interior. Executada nessa quinta-feira (21), a ação prendeu duas pessoas.

De janeiro a outubro de 2019, a empresa identificou mais de 15 mil ligações irregulares na rede elétrica do Estado, 25% a mais do que igual período do ano passado, que acumulou 12 mil irregularidades. Em prisões, 2018 registrou 65 casos.

A operação teve participação da Política Civil e Militar e 10 equipes da concessionária. Duas pessoas foram presas em Mauriti, no Sul do Estado. No mês de fevereiro, um dono de hotel na localidade de Cumbuco, em Caucaia, foi preso em flagrante suspeito de furtar energia.

Já no Centro de Fortaleza, seis comerciantes foram flagrados praticando irregularidades. O objetivo da operação, segundo a Enel, é eliminar possíveis irregularidades na medição, que prejudicam a qualidade do fornecimento de energia elétrica e também geram riscos para a população.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp