Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O escritor Olavo de Carvalho, que atraiu a atenção de milhares de seguidores simpatizantes ao presidente Jair Bolsonaro, morreu, aos 74 anos, na noite dessa segunda-feira, nos Estados Unidos. A informação foi publicada pelas redes sociais oficiais do escritor.

“O professor deixa a esposa, Roxane, oito filhos e 18 netos. A família agradece a todos os amigos as mensagens de solidariedade e pede orações pela alma do professor”, registra a nota.

A família informou, na publicação, que Olavo de Carvalho faleceu na região de Richmond, na Virgínia, nos Estados Unidos, onde estava hospitalizado. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Olavo, de acordo com informação de sua equipe, feita no dia 15 de janeiro, anunciou que ele havia sido diagnosticado com covid-19. O escritor chegou a ser internado, entre julho e agosto do ano passado, por três vezes, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor).

Natural de Campinas (SP), Olavo Luiz Pimentel de Carvalho era professor de filosofia e ficou conhecido por ser um dos principais representantes da extrema-direita brasileira. Apesar de ter sido considerado um influenciador bolsonarista, Carvalho tentava se desvencilhar desse título e não esscondia o desencanto com as mudanças de rumos do Governo liderado pelo presidente Bolsonaro.

O presidente Bolsonaro, por meio do Twitter, lamentou a morte de Carvalho: “Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o Filósofo e Professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho”, escreveu.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp