Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As vésperas do ano eleitoral, partidos se articulam para eleger nomes na disputa pela prefeitura de Fortaleza. Entre os nomes pré-definidos estão o ex-deputado estadual Carlos Matos que é pré-candidato a prefeitura de Fortaleza pelo PSDB e o atual deputado federal Capitão Wagner também pelo PROS.

Nessa perspectiva o Partido Democrático Trabalhista (PDT) ao qual pertence o atual prefeito da capital, Roberto Cláudio, já pensa na sucessão municipal. Entretanto um dos principais nomes da sigla, o ex-governador Cid Gomes, descartou a possibilidade de se candidatar ao cargo.

O assunto foi repercutido pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Bate Papo Político do Jornal Alerta Geral (Expresso Fm 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais) desta terça-feira(13).

Sobre a atuação do senador, Beto Almeida reconhece que Cid Gomes sempre demonstrou uma preocupação em melhorar e qualificar o corpo técnico da Casa. Para o jornalista, o senador está correto em negar no momento uma possível candidatura.

Essa decisão é do momento, é das circunstâncias, afirma Beto.

https://www.youtube.com/watch?v=HxOJCPIYPHY&feature=youtu.be

Insatisfação com a conta de energia

Um levantamento feito pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia em parceria com o Ibope, mostrou que 87% das pessoas consideram sua conta de energia cara. O número é 4% maior que o registrado em 2018. Cerca de 65% dos entrevistados consideram excessivos os impostos cobrados na conta de luz.

Leia mais:

+ Ibope: pesquisa revela que 87% das pessoas acham a conta de luz cara no país

O assunto foi repercutido pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Bate Papo Político do Jornal Alerta Geral (Expresso Fm 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais) desta terça-feira(13).

Confira mais detalhes com o correspondente, Diassis Lira:

Para Luzenor, os números da pesquisa não surpreendem, já que a população tanto no Ceará quanto no Brasil, manifestam oposição ao péssimo serviço prestado pelas companhias que distribuem energia elétrica.

O jornalismo relembra que a Enel é alvo constante de denuncias e queixas por parte dos consumidores pelos abusos nas contas de energia e também pela qualidade dos serviços, como no episódio onde a companhia enviou duas faturas no mesmo mês para os consumidores. Para Luzenor “há necessidade também dos órgãos de defesa do consumidor serem mais rigorosos no acompanhamento das queixas da população”

Para Beto, mesmo com as explicações dadas pela Enel de que a cobrança não era indevida, mas que era relativa a períodos diferentes, o jornalista acredita que a empresa não é eficaz em sua comunicação com os clientes.

Isso se chama sabe o que? Descaso com o consumidor, afirma Beto.

Leia mais:

+ Procon: Enel tem cinco dias para esclarecer cobrança de contas indevidas

Beto questiona o fato de não haver um mercado livre de energia, onde as empresas poderiam concorrer e o consumidor poderia escolher entre os fornecedores desse serviço qual se adequa melhor ao seu orçamento. Para o jornalista, “nós dependemos da imposição de um único fornecedor de energia por estado”.