Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O presidente do Congresso Nacional Eunício Oliveira (MDB-CE) derrubou o veto parcial, que impedia o aumento do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias.
A matéria, que se tornou compromisso de campanha do senador com a categoria até mesmo antes do período eleitoral, será encaminhada à promulgação. “Esse foi um compromisso assumido e que me deixa muito feliz em honrar. Esses profissionais são fundamentais para a melhoria da saúde básica daqueles que mais precisam”, comemorou Eunício.
A presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias, Ilda Angélica, agradeceu ao empenho de Eunício para garantir a palavra empenhada à categoria. “Quero fazer um agradecimento muito justo ao senador Eunício Oliveira, cumpriu a sua palavra como homem público honrado e a Confederação quer aqui fazer esse agradecimento especial”, reconheceu Ilda.
Com a derrubada do veto, a remuneração mínima da categoria será de R$ 1250 em 2019, R$ 1400 em 2020, e R$ 1550 em 2021. A partir de 2022, o piso será reajustado, anualmente, pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O valor atual é de R$ 1014.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp