Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um evento fechado para jornalistas, autoridades dos governos municipal e estadual e convidados da Angola Cables marca o início das obras do Data Center, na Praia do Futuro. Na ocasião, membros dos governos municipal e estadual; o CEO global da Angola Cables, António Nunes; e o CEO da Angola Cables Brasil, Rafael Pistono, falarão sobre a obra de construção, as principais características do Data Center e os benefícios sociais, econômicos e tecnológicos que o local trará para Fortaleza e Ceará como um todo.

Serão abordados, ainda, os próximos passos do projeto de Telecom da companhia angolana na capital cearense, que tornará a cidade um Hub internacional de telecomunicações.

O Data Center terá capacidade de armazenar dados para grandes provedores de internet, companhias petrolíferas, mercado financeiro, empresas de comunicação e até ser um backup dos data centers de São Paulo. Vai gerar empregos e contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e educacional da região, além do crescimento da economia digital de Fortaleza e do Ceará como um todo.

Em conjunto com os cabos SACS e Monet, proporcionará maior velocidade para a conectividade, além de maior capacidade de tráfego e de forma mais barata. Ajudará a alavancar a implantação do Polo Tecnológico de Fortaleza.

Os benefícios econômicos incluem um aumento de R$ 1,2 bilhão no PIB do Ceará em 2055 e um PIB acumulado de R$ 22,3 bi no fim do período. Contribuirá para atrair novos investimentos e novos negócios para a cidade e motivará a atração de empresas de serviços digitais que irão buscar proximidade ao Data Center por questões de menor latência, maior dinâmica de atualização de conteúdo, maior capacidade de tráfego de dados, entre outros.