Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Fora Baquit!

O PSD deliberou pela expulsão sumária do deputado estadual Osmar Baquit de seus quadros. A decisão atende à representação ingressada pelo Diretório Estadual do PSD/CE, argumentando que ele desobedeceu às deliberações fechadas pela legenda e incorreu na infidelidade partidária. Agora, o partido pedirá a perda do mandato de deputado estadual de Baquit.

Desobediente

Na representação movida pela Executiva do PSD do Ceará foram apresentados fatos mostrando que Baquit “…tem atuado politicamente em desobediência…” ao que foi estabelecido pelo partido em relação ao fechamento de questão contra a extinção do TCM. O documento também cita que o deputado “estaria manifestando apoio político a ideais vinculados a partidos opositores”.

Até que enfim…

Michel Temer reconheceu nessa quinta-feira (22) que o país vive uma crise política. Em Oslo, capital da Noruega, ele afirmou que está tomando providências para defender os aspectos institucionais da Presidência. “Reconheço que há uma crise política evidente. Estou tomando providências as mais variadas para defender os aspectos primeiro institucionais da Presidência.” – disse.

Bicos de molho

Temer colocou o enquadramento do aliado PSDB como prioridade de sua agenda política quando voltar para Brasília de seu giro europeu. Os sinais de alerta do Planalto começaram a soar na semana passada, quando logo após a confirmação algo titubeante de que o seu principal parceiro de governo ficaria no barco, caciques tucanos passaram a dar declarações ambíguas e críticas a Temer.

Emplumados rebelados

A principal veio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que sugeriu que Temer deveria convocar eleições antecipadas. Como o decano do tucanato havia participado ativamente do movimento para não romper com Temer, houve um misto de incredulidade e irritação no Planalto. Outros líderes do partido, como o presidente interino da sigla, Tasso Jereissati, foram ainda mais ácidos sobre o apoio mantido ao governo.

Piorando

A derrota do relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado foi outro ponto nevrálgico, já que fez crescer o temor no mercado e empresariado que ainda apoiam Temer de que ele não fará avançar sua agenda no Congresso. Se aqui houve dedo da ala Renan Calheiros do PMDB, o voto contrário do senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) foi visto como surpresa. Pior: ele ocorreu

enquanto o líder tucano na Casa, Paulo Bauer (SC), integrava a comitiva de Temer em Moscou, dando a impressão vocalizada por Tasso de que o governo está perdendo controle em horas vitais.

Ninho dividido

O maior problema para Temer é que o desejado enquadramento dos aliados não será fácil. O PSD contribuiu com dois votos contra no caso da reforma trabalhista. E a bancada tucana da Câmara está dividida, com a ala jovem protestando abertamente contra o apoio ao Planalto. E isso leva a um temor secundário, mas principal no fundo: de que o PSDB não vote unido com suas 46 cabeças quando a denúncia contra Temer pela PG R chegar na Câmara.

Ela nega

Dilma Rousseff negou que Lula tenha tido interferência em decisões de seu governo. Ela depôs em processo em tramitação na 10ª Vara Federal de Brasília no qual Lula é réu na Operação Zelotes. O ex-presidente é acusado de ter atuado para garantir a compra de caças suecos e na prorrogação de incentivos para a indústria automobilística na gestão Dilma. Nos dois casos, houve a atuação de um escritório de lobby que fez pagamentos a um filho de Lula. Ela prestou depoimento como testemunha indicada pelo Ministério Público Federal.

Nunquinha

“O presidente Lula jamais interferiu em nenhuma atitude do meu governo, ele tinha esse respeito” – disse Dilma, refutando qualquer conversa com Lula sobre a prorrogação dos incentivos para as montadoras. “O presidente Lula jamais intermediou esse tipo de situação comigo. Nem quando eu era chefe da Casa Civil ele interferia em decisão que era da minha área” – enfatizou.

Boas festas, munícipes

A promotora eleitoral de Assaré, na região do Cariri Oeste, Vandice Maria Frota Azevedo, pediu a cassação do prefeito Francisco Evanderton Almeida e da vice-prefeita Maria Braga Mota, por abuso do poder econômico e propaganda eleitoral antecipada. Na ação, o prefeito é acusado de ter confeccionado mil calendários, contendo sua foto com as seguintes frases: “desejamos aos munícipes Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações” e “Continuamos na luta por um Assaré melhor”.

Apressadinho

No entender da promotora, o gestor, na época disputando a reeleição, estaria fazendo alusão à sua candidatura, configurando propaganda antecipada, já que as eleições ocorreriam um ano depois. Além, da cassação, o Ministério Público pede a inelegibilidade do prefeito e de sua vice por um período de oito anos.

É pouco, mas sobe

O Banco Central manteve a projeção para o crescimento da economia este ano e reduziu estimativa para a inflação. De acordo com o Relatório de Inflação, divulgado ontem (22), em Brasília, a projeção para a expansão do PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, segue em 0,5% para 2017. Entretanto, o BC cita as reformas propostas pelo governo, como a da Previdência e trabalhista, para que a economia se recupere este ano.

Demora é ruim

“A manutenção, por tempo prolongado, de níveis de incerteza elevados sobre a evolução do processo de reformas e ajustes na economia pode ter impacto negativo sobre a atividade”. Sobre a inflação, o Banco Central diz que “permanece favorável, com desinflação difundida inclusive nos componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária [definição da taxa básica de juros, a Selic]”.

Última chamada

Termina domingo (25) o prazo para os candidatos ao Enem que tiveram a isenção do pagamento negada apresentem recurso. A documentação que comprova o atendimento dos critérios de gratuidade deve ser encaminhada até o meio-dia para o e-mail isencaoenem@inep.gov.br . Pelas regras do

exame, podem solicitar isenção do pagamento da taxa de R$ 82,00 os alunos que concluíram o ensino médio em escola pública ou em escola privada com bolsa de estudos integral e os que tenham renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio por integrante da família.

Viva São João!

A Quina de São João vai sortear, amanhã, sábado, um super prêmio de R$ 130 milhões. As apostas podem ser feitas em qualquer casa lotérica do Brasil até as 19 horas do dia do sorteio. Se algum sortudo levar o prêmio sozinho, poderá garantir uma renda de mais de R$ 750 mil por mês, o equivalente a cerca de R$ 25 mil por dia, sem fazer o menor esforço, apenas investindo na poupança.

Vida mansa

O dinheiro também é suficiente para adquirir 52 imóveis no valor de R$ 2,5 milhões cada, ou montar uma frota de 150 carros esportivos de luxo. O prêmio da Quina de São João não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal, a grana será dividida entre os acertadores da quadra e assim por diante.