Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Fortaleza perdeu 1.156 hectares (ha) de floresta entre 2013 e 2017. O número equivale, em cálculo aproximado, à área de 1.619 campos de futebol. Só nesse período de cinco anos, a queda na cobertura vegetal superou o total registrado nas duas décadas anteriores, de 1982 a 2012, quando a redução foi de 611 ha. Em 2017, a capital cearense contava com menos de 6 mil ha de floresta. Os dados são do Projeto de Mapeamento Anual da Cobertura e Uso do Solo no Brasil (MapBiomas).

Os efeitos ambientais do desmatamento vão desde a perda da biodiversidade até o empobrecimento do solo e aumento das temperaturas, principalmente em grandes cidades.

A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) não confirmou se houve redução no número de Zonas de Preservação Ambiental. Esclareceu, contudo, que junto aos parques urbanos e Unidades de Conservação, formam uma área de 7.350,03 hectares – equivalendo a 73,50 Km² – de regiões onde não podem ser construídas edificações. As áreas com restrição de uso correspondem a 23,41% da área total do Município.

Entre as iniciativas municipais visando o reflorestamento está o Plano de Arborização de Fortaleza, que, segundo a prefeitura, possibilitou diversos projetos e programas que estão ampliando a cobertura vegetal da cidade. Neste ano, foram distribuídas e plantadas mais de 15 mil novas árvores, conforme a pasta.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp