Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Dos 470 homicídios registrados no mês de novembro no Ceará, a maioria (308) aconteceram em Fortaleza e região metropolitana. Conforme o levantamento houve aumento no número de assassinatos em todas as regiões do estado em comparação com o mesmo número de novembro de 2016. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (15) pela Secretaria de Segurança do Ceará.

De acordo com o Governo do Estado de janeiro a novembro deste ano ocorreram 4.681 homicídios; 51% a mais que no mesmo período do ano passado, quando a Secretaria de Segurança havia confirmado 3.087 mortes violentas.

Entre eles o de maior repercussão foi o ocorrido no centro socioeducativo Mártir Francisca, em Fortaleza, quando homens armados invadiram o local, retiraram e mataram quatro adolescentes que supostamente integravam facções rivais.

A Capital cearense segue como a região mais violenta do Estado. Foram 184 assassinatos apenas em novembro e 1.800 desde o início do ano. No acumulado os crimes praticamente dobraram se comparado com o ano passado, quando ocorreram 920 homicídios de janeiro a novembro. Logo em seguida, no ranking da violência aparece a Região Metropolitana, com 124 homicídios em novembro e 1.166 no ano; Interior Norte e Interior Sul.

Desde 2013, o Governo passou a adotar uma nova metodologia no registro de mortes violentas. Atualmente, a secretaria adota o modelo de CVLI, sigla para crime violento letal intencional, que inclui homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Com informações das agências