Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC

O Fortaleza estreou oficialmente na Libertadores com derrota, decepcionando os 50.429 torcedores presentes na Arena Castelão. O Leão do Pici sentiu o peso da competição e sucumbiu perante o Colo-Colo-CHI, por 2 a 1, em partida válida pela 1ª rodada do grupo ‘F'.

O jogo

Experiente em campeonatos internacionais, o Coco-Colo começou a partida marcando a saída de bola do Fortaleza e buscando balançar as redes. E quase conseguiu, quando Solari finalizou, mas Marcelo Benevenuto, em cima da linha, evitou o gol chileno.

Aos poucos, o Fortaleza conseguiu sair da defesa e ir ao ataque, mas na melhor oportunidade criada pelo Leão, Yago Pikachu não acertou a cabeçada e a bola foi para fora, sem assustar a meta defendida por Cortés.

Mas, aos 37 minutos, o atacante Lucero, cobiçado pelo Fortaleza no início da temporada, recebeu passe e finalizou cruzado, sem chances para Max Wallef.

O Fortaleza voltou na segunda etapa disposto a empatar. Pikachu e Moisés tentaram, mas não conseguiram e no contra-ataque, Lucero tocou para que serviu Solari, que fez, 2 a 0 Colo-Colo.

Aos 7 minutos, Lucas Lima teve a oportunidade de diminuir o placar, mas Cortés defendeu a finalização.

Aos 12 minutos, o atacante Moisés foi derrubado na área por Opazo, mas o árbitro não marcou nada.

Vojvoda fez várias alterações na equipe e do banco saiu o ‘cara’ que fez o primeiro gol do Leão em Libertadores. Zé Wellison lançou para Yago Pikachu, que tocou para Renato Kayzer, substituto de Romero, diminuir a vantagem.

O Leão esboçou uma pressão, mas esbarrou na catimba do Colo-Colo, que, nos acréscimos, ficou com um a menos: Elimiano Amor foi expulso após falta no lateral Landazuri. Na cobraça, Marcelo Benevenuto acertou a trave e no rebote, chutou para fora. Depois, o ‘Cacique' quase faz o terceiro em jogada de contra-ataque, mas a bola bateu no travessão.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp