Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O general Augusto Heleno comandará o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) no Governo de Jair Bolsonaro (PSL). O próprio general Heleno fez o anúncio que vai assumir a Pasta nesta quarta-feira, 7. Havia dúvidas se ele assumiria o Ministério da Defesa ou o GSI. Mas, nesta quarta, após encontro com o presidente eleito na sede da Aeronáutica ele confirmou a jornalistas que vai mesmo para o GSI.

Nessa terça-feira, 6, Jair Bolsonaro afirmou que preferia o general Augusto Heleno como ministro do GSI do que como ministro da Defesa, mesmo Bolsonaro já tendo anunciado o general como ministro da Defesa anteriormente.

O GSI, atualmente comandado pelo general Sérgio Etchegoyen, é o ministério responsável pela coordenação da área de inteligência do Governo, ao qual está subordinada a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Cabe ao GSI, por exemplo, acompanhar questões com “potencial de risco” à estabilidade institucional, fazer a segurança pessoal do presidente da República e prevenir crises. O gabinete fica dentro do Palácio do Planalto, em Brasília.

General Augusto Heleno

Um dos militares mais próximos de Jair Bolsonaro, o general de exército Augusto Heleno Ribeiro Pereira, 71 anos, chegou a ser cotado para vice na chapa.

Ele participou da elaboração do plano de governo do presidente eleito e também auxiliou na interlocução do candidato do PSL com integrantes da cúpula das Forças Armadas.

Na reserva desde 2011, o general comandou a missão de paz das Nações Unidas no Haiti, foi comandante militar da Amazônia e chefiou o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.

Além de Heleno, outros militares tiveram papel de destaque na formulação de propostas de Bolsonaro, como os generais Alessio Ribeiro Souto, na área de educação, e Oswaldo Ferreira, na área de infraestrutura.

Com informações do Portal G1

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp