Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

“O propósito é ter diversas ações inovadoras que podem auxiliar não só nos dois distritos que estamos elaborando, Eusébio e Porangabussu, mas em todo o estado do Ceará. O Nordeste precisa dar esse salto, nós precisamos sair do nível de disparidade entre as regiões”, falou o secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), na abertura do Workshop Distritos de Inovação em Saúde do Ceará. O encontro ocorreu na sexta-feira, 13.

A iniciativa conta com a participação do Governo do Ceará, Prefeitura de Fortaleza, Universidade Estadual do Ceará e Universidade Federal do Ceará, além do apoio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Pactuada há um ano, tem como objetivo a redução da desigualdade social, através de um conceito de inovação na área social, econômica e planejamento urbano.

Os Distritos de Inovação são áreas geograficamente compactas dentro de cidades que contemplam o uso integrado de moradia, trabalho e lazer. Nesse tipo de espaço, empresas de grande porte interagem e se conectam com empresas em fase inicial. Os funcionários moram perto do trabalho e não precisam se deslocar muito para encontrar lazer, serviços e facilidades do dia a dia.

“Efetivamente o Ceará tem o potencial de se transformar em uma referência não só no Brasil, como para os outros países, onde se trabalha todas as vertentes necessárias desse projeto para que o ecossistema ganhe efetivamente uma dinâmica. Todo esse trabalho está sendo desenvolvido através da transferência de conhecimento do caso 22@Barcelona que é uma referência mundial”, explicou o consultor representante do grupo La Salle de Barcelona, Carlos Olsen.

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp