Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira (05), informações de uma quadrilha que vendia apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), da Prefeitura de Fortaleza. De acordo com novas informações, a quadrilha seduzia compradores com a promessa de um bloco, o “17”, voltado apenas para policiais militares. Cinco suspeitos de coordenar a associação criminosa foram presos pela Polícia Civil na última sexta-feira (2).

O titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), delegado Jaime de Paula Pessoa Linhares, afirma que a  Associação Realizando Sonhos ludibriava as vítimas e as pessoas eram seduzidas com a promessa de segurança e proteção. De acordo com o delegado, alguns policiais militares também adquiriram inscrições, na esperança de ter a casa própria.

A DDF está recebendo mais vítimas do golpe, desde o início desta terça-feira (6), após a divulgação da prisão da quadrilha, na segunda (5). Foram capturados a presidente da Associação e colaboradores.

A Polícia Civil chegou até o esquema criminoso a partir de denúncia da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor). O grupo captava pessoas interessadas em adquirir a casa própria e se sujeitava a pagar por um apartamento do Minha Casa Minha Vida. Segundo o delegado Jaime Linhares, o prejuízo das vítimas vai de R$ 500 a R$ 10 mil, até o momento.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp