Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério de Minas e Energia (MME) avalia realizar dois leilões de pré-sal em 2017 e não apenas um, como estava previsto. Em comunicado, o ministério informou que “o governo federal, por meio do MME, estuda a possibilidade de antecipar a terceira rodada de leilão do pré-sal e realizá-la ainda este ano”.

A primeira rodada foi feita em 2013, com a venda do direito a explorar e produzir na área de Libra, na Bacia de Santos, a um consórcio liderado pela Petrobras, que tem como sócias Shell, Total, CNCC e CNOOC.

Outro leilão está previsto para acontecer neste semestre, mas a concorrência tem perfil diferente do primeiro, por se tratar de áreas unitizáveis, contínuas a outras de pós-sal, onde petroleiras já atuam sob o regime de concessão. As condições da licitação serão especiais, por se tratar da primeira concorrência envolvendo unitizáveis no pré-sal.

O ministério não divulgou as áreas que vai leiloar na terceira licitação de pré-sal. As regras da competição também ainda não são conhecidas. Esta será a primeira vez que qualquer petroleira e não apenas a Petrobras, poderá competir pela operação das áreas. Em novembro do ano passado, a Câmara aprovou projeto de lei que acaba com a exclusividade da operação à estatal.

Fonte: Estadão Conteúdo