Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana assinou, nesta sexta-feira (13), o termo que transfere e garante o uso do edifício do antigo Lord Hotel, no Centro de Fortaleza, para a Prefeitura Municipal de Fortaleza, pelos próximos 25 anos. Com área edificada de 8,8 mil metros quadrados, o local abrigará a nova sede da Câmara Municipal de Fortaleza, que permitirá o melhor acesso aos serviços por parte da população, no fortalecimento da participação democrática, além de ampliar e requalificar um ponto importante do Centro da Capital.

É uma alegria fazer essa cessão, pois essa ação faz parte de uma estratégia de requalificação do Centro da cidade de Fortaleza. Já iniciamos uma reforma da área que recebe a estação de metrô do Centro, além de um grande ponto de ônibus, ali na antiga estação ferroviária tudo será recuperado, e já com obras iniciadas, seus galpões abrigarão uma pinacoteca. Ou seja, teremos um centro cultural, uma espécie de segundo (Centro Cultural) Dragão de Mar para Fortaleza. Toda a praça retornará ao seu projeto original, como ela foi fundada e criada. Com o projeto, a ideia é conectar todo o corredor da 24 de Maio até o Passeio Público, depois Emcetur, atá a Escola de Gastronomia e Hotelaria, na Leste Oeste. Uma área muito importante para a cidade, que será ainda mais valorizada com a chegada da Câmara Municipal de Fortaleza, explicou o governador.

No ato de cessão assinado no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana recebeu o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o presidente da Câmara Municipal, vereador Antônio Henrique, o presidente da Assembleia Legislativa, Dr. Sarto, além do secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, o Secretário de Infraestrutura, Lúcio Gomes, deputados estaduais e vereadores de Fortaleza.

A cessão do edifício já havia sido autorizada pela Assembleia Legislativa do Ceará no dia 21 de novembro, quando foi aprovado o projeto de lei 96/2019 que permitiu a instalação da nova sede da Câmara Municipal de Fortaleza no prédio pelo prazo de 25 anos, com possibilidade de renovação pelo mesmo período. Como o edifício é uma propriedade do Governo do Ceará, o legislativo estadual teve que autorizar o uso.

O Centro é o nosso ponto de origem, de fundação de Fortaleza, mas ao longo dos anos os prédios públicos e as residências foram progressivamente deixando aquele bairro, apesar de uma vida econômica ativa e que ocupa o local de forma necessária. Essa ação de hoje é mais um ponto de resgate importante, ao ocupar esse patrimônio histórico com um equipamento e órgãos públicos, e que dá um novo padrão de ocupação para o Centro da cidade. E essa inclusive é uma meta do nosso plano urbanístico, Fortaleza 2040, de também reocupar o Centro com residências e outros órgãos públicos, e na medida do possível, conciliando isso com o restauro de valor histórico, esclareceu o prefeito Roberto Cláudio.

Para Antônio Henrique, o Governo foi parceiro desde o primeiro momento, quando o presidente da Câmara de Fortaleza manifestou o desejo de mudar a “casa do povo” para o Centro de Fortaleza.

O Centro é o lugar onde devemos estar, é onde passam 300 mil pessoas diariamente, e como nós queremos estar sempre perto do povo, ao lado do povo, não tenho dúvida que lá será o local ideal para a Câmara da cidade. E mais, fortalece essa revitalização do Centro, já promovida pela Prefeitura de Fortaleza.

Já o presidente Sarto ressaltou o resgate histórico da ação, pois o prédio é tombado. “A interlocução e a vivência com o povo vai enriquecer muito o debate político da nossa cidade”, abordou o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp