Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo zerou alíquotas de importação de 322 máquinas e equipamentos. Esses itens não são fabricados no Brasil. As empresas que solicitaram o benefício fiscal informaram que pretendem realizar investimentos no valor de US$ 3,169 bilhões, principalmente nas regiões Sudeste e Nordeste. O Governo alega que a ideia é facilitar investimentos no setor produtivo.

“Precisamos implementar medidas que incentivem a retomada da atividade econômica. Reduzir o custo do investimento produtivo é uma das nossas prioridades”, afirmou o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira.

As empresas beneficiadas terão uma redução de R$ 28 milhões no custo do investimento. Os equipamentos serão destinados às áreas de energia (67,95 %), bebidas (11,85%), bens de capital (6,10 %), alimentos (4,47%) e autopeças (2,54%).

Entre os projetos que terão custos reduzidos está a construção de uma usina termelétrica para fornecimento às distribuidoras integradas ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Além disso, os equipamentos vão beneficiar a produção de geradores de energia eólica.

Investimentos

Os equipamentos também serão destinados à construção de um novo centro de pesquisa, desenvolvimento e aprimoramento de bebidas; para a instalação de uma nova linha de produção em uma fábrica de chocolates; e para a construção de uma nova fábrica de lentes, faróis e lanternas automotivas.

Com informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços