Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O plano de Saúde Hapvida enviou nota à redação do Ceará Agora dando esclarecimentos sobre a condenação que sofreu nesta semana da 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O Plano de Saúde foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização moral para idoso que teve tratamento de saúde negado.

Na nota à imprensa, a empresa “lamenta qualquer transtorno que o paciente tenha sofrido e esclarece que seu plano de saúde, em 2016, não era regulamentado, pois era de antes de 1999. Por isso, havia restrições contratuais quanto ao procedimento solicitado. Reforçamos que, mesmo assim, toda assistência médica foi prestada. A decisão ainda tramita na Justiça e cabe recurso judicial”.

A decisão foi proferida na quarta-feira pelo Tribunal de Justiça. O processo teve a relatoria do desembargador Francisco Gomes de Moura, que afirmou em seu voto que;   “a imotivada recusa de cobertura pelo plano de saúde é suficiente para causar aflição, angústia e sofrimento ao segurado, o que, no caso, certamente acentuou os abalos psicológicos já decorrentes da enfermidade”r.