Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O deputado Heitor Férrer (PSB) apresentou, nesta terça-feira (29), na Assembleia, proposta de alteração do artigo 90 da Constituição do Estado para que o governador seja julgado nos crimes de responsabilidade pela Assembleia Legislativa e, nos comuns, pelo Supremo Tribunal de Justiça, independente da anuência da Casa. Segundo o parlamentar, a proposta vai de acordo com o entendimento já pacífico no Supremo Tribunal Federal em ações ocorridas em outros estados, com a definição de que as constituições estaduais não podem condicionar a instalação de processo judicial por crime comum contra governador à licença prévia.

“Hoje, o governador tem a possibilidade de dar um tiro em alguém ou meter a mão no dinheiro público e a Assembleia simplesmente determinar que ele não vai ser processado pelo crime que cometeu. Isso é inconcebível. Não podemos permitir que um governador, sob o manto do cargo, possa cometer crime comum e ter um escudo chamado Assembleia Legislativa”, argumentou.

Heitor afirmou que encaminhará a proposta para os gabinetes dos deputados para obter o apoio dos parlamentares, mas que em último caso irá se socorrer no STF através de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade.

Com AI

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp