Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Para fortalecer o atendimento a pacientes com doenças crônicas e em cuidados paliativos infectados pelo coronavírus, o Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), da rede pública da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, abriu a Unidade de Cuidados Integrais Covid-19 (UCIC).

O espaço conta com 35 leitos e foi montado a partir do remanejamento do setor pediátrico da unidade. O objetivo central da UCIC é proporcionar um atendimento especializado a pessoas diagnosticadas com Covid-19 e que apresentam doenças incuráveis ou têm indicação de cuidados paliativos.

De acordo com a diretora de Processos Assistenciais do HGWA, Thaís Lobo Herzer, a UCIC foi criada a partir de uma avaliação dos perfis dos pacientes mais vulneráveis ao coronavírus e do funcionamento do Hospital.

“Conforme a evolução da pandemia no Ceará, observou-se redução significativa no número de internamentos por outras causas e um aumento no número de casos de internação por Covid-19. Diante desse contexto, o Hospital reavaliou sua função na rede de assistência, remanejando serviços e leitos de forma a atender a demanda de pacientes acometidos por infecção pelo novo coronavírus”, explica.

Em casos de evolução da Covid-19 para quadros mais graves, não há proposta de terapia intensiva ou de ressuscitação cardiopulmonar. Já os quadros menos graves são tratados para que possam evoluir para cura clínica e alta. De acordo com a coordenadora da UCIC, Carla Almeida, a definição de cuidados paliativos acontece antes de o paciente ir para a unidade.

Portanto, os familiares devem concordar com a transferência e estar cientes de que serão tratadas as condições potencialmente reversíveis, sem a realização de medidas invasivas em caso de piora clínica. “Essa orientação é pautada no fato de que a condição de saúde de base por si só já é limitadora de sobrevida e irreversível, o que contraindica qualquer medida invasiva que possa prolongar o processo de morte e acrescentar mais sofrimento a essas pessoas”, ressalta a gestora.

Os pacientes da UCIC são encaminhados ao HGWA pela central de regulação, por meio do Serviço de Assistência Domiciliar (SAD) do Hospital ou por Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) em Fortaleza atendidas pelo SAD.

Na perspectiva dos cuidados integrais, a equipe da UCIC também é responsável pelo processo de reabilitação cardiopulmonar e motora e pelo desmame de sondas de pacientes internados no Hospital Leonardo da Vinci (HLV), requisitado pelo Governo do Estado para atendimento a casos de coronavírus.

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp